Martedì, 17  Luglio 2018 23:54:54
  • Pubblicazione del 15 Ottobre 2014 ore 19.00
  
  

Mondiali 2014: il Brasile garantisce la sicurezza

copa_segurancaCopa 2014: Brasil garante segurança

de Eduardo Fiora

O clima de insatisfação dos brasileiros quando faltam duas semanas para o início da Copa do Mundo Fifa 2014 é generalizado e se espalha de por todo o paìs, colocando, muitas vezes a presidente da República, Dilma Rousseff xeque. Para evitar o xeque-mate e afastar cenários caóticos em áreas como saúde, transporte e segurança, o governo brasileiro está em estado de permanente alerta. Essa mobilização, incluiu, por exemplo, ações na Justiça de modo a impedir que agentes da Polícia Federal (responsável pela segurança em portos, aeroportos e fronteiras e emissão de passaportes) declarassem greve no período da Copa, reivindicando melhores salários.

Com investimentos de R$ 1,9 bilhão, a operação de segurança e defesa para a Copa do Mundo conta com 157 mil agentes da segurança pública e das ForÇas Armadas. O plano operacional começou no dia 23 e vai até dia 18 de julho, cinco dias após a partida final, marcada para 13 de julho.
A esse contingente, se somam 20 mil agentes de segurança privada, contratados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa), que vão cuidar dos perímetros externo e interno dos estádios e de outras instalações oficiais da federação, como hotêis onde estarão hospedadas as delegações e centros de treinamento. Nesses locais, a atuação é liderada pelos seguranças particulares, mas a força pública também estará presente e será acionada em caso de necessidade. Em média, serão 900 agentes privados por jogo.
O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, do Ministério da Justiça, Andrei Rodrigues, disse que o país está preparado para garantir a segurança durante o Mundial. “Estamos prontos para receber turistas estrangeiros, autoridades e delegações e garantir a segurança de todos. As forças de segurança estão preparadas para qualquer cenário como atentados terroristas e manifestações violentas. Não toleraremos atos de vandalismo, saques e depredação.”(Fonte: Agência Brasil)

Italian Media s.r.l. - via del Babuino, 99, Roma, c.a.p. 00187, p.IVA 09099241003, edita il settimanale Italiani con registrazione al Tribunale di Roma n. 158/2013 del 25.06.2013 - email: info@italianmedia.eu