• Pubblicazione del 15 Ottobre 2014 ore 19.00
  
  

Capolavoro italiano in lode alla Madonna in Amazzonia

Interno della Basilica Nossa Senhora de Nazaré.Obra-prima italiana louva Nossa Senhora na Amazônia

de Eduardo Fiora

Na Região Norte do Brasil, coração da Floresta Amazônica, a devoção à Virgem Maria é muito grande, seja nas comunidades às margens de rios ou em centros urbanos, como Belém, capital do Estado do Pará, cidade com mais de 2 milhões de habitantes.
O culto a Maria Santíssima se expressa em verdadeiras obras-primas como a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, inspirada na Igreja de São Paulo, em Roma. Esse maravilhoso templo projetado pelos italianos Gino Coppedé (arquiteto) e Giuseppe Pedrasso (engenheiro), no início do século XX, apresenta estilos conjugados: fortemente renascentista, gótico, bizantino e românico.

Decorada em estilo neoclássico e liberty, mesclando desde o romântico até o moderno, a Basílica compõe-se da elegância do mármore de Carrara; do requinte dos estuques espanhóis; da exuberância dos vitrais franceses; dos mosaicos e sinos italianos; dos candelabros milaneses; dos lampadários venezianos e das estátuas do escultor Antônio Bozzano.
São cinco naves, 62m de comprimento, 24m de largura, 20m de altura; duas torres de 42m de altura; 32 colunas de granito maciço; 54 vitrais; 19 estátuas do mais puro mármore de Carrara, nove sinos (o maior com 2,8 ton.), um órgão com 3 teclados e 1.100 tubos, além de incontáveis detalhes sacros reservados a um olhar atento. Uma visita virtual ao santuário mariano pode ser feita acessando o site da Basílica (http://www.basilicadenazare.com.br/tour/Basilica.html)
A construção foi iniciada em 1910. Já em 1916 estavam concluídos a cripta, o telhado, as paredes e a torre. Os trabalhos foram conduzidos a distância, da Itália, pelo arquiteto Gino Coppedè e pelo idealizador da obra Padre Luis Zoia. Os mármores chegavam cortados sob medida, bem como os demais objetos de decoração, tudo transportado pelos navios que vinham buscar borracha no Pará. Neste período vários objetos de arte foram roubados, sendo necessário que os Padres limitassem o acesso das pessoas à obra. Cuidadoso e detalhado, o período da decoração foi longo, de 1923 - 1953.
Atravessando todas as dificuldades de época, como duas guerras mundiais e a decadência do ciclo da borracha no Pará, este monumento levou 43 anos para ser concluído.
A Basílica é o ponto final da grande procissão religiosa que acontece há mais de 200 anos: o Círio de Nazaré, que reúne, anualmente, cerca de dois milhões de romeiros numa caminhada de fé pelas ruas de Belém num espetáculo grandioso em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré.
No segundo domingo de outubro, a procissão sai da Catedral de Belém e segue até a Praça Santuário de Nazaré, em frente à Basílica, onde a imagem da Virgem fica exposta para veneração dos fiéis durante 15 dias. O percurso é de 3,6 quilômetros e já chegou a ser percorrido em nove horas e quinze minutos, como ocorreu no ano de 2004, no mais longo Círio de toda a história.
Na procissão, a Berlinda que carrega a imagem da Virgem de Nazaré é seguida por romeiros de Belém, do interior do Estado, de várias regiões do país e até do exterior. Em todo o percurso, os fiéis fazem manifestações de fé, enfeitam ruas e casas em homenagem à Mãe de Jesus.

Italian Media s.r.l. - via del Babuino, 99, Roma, c.a.p. 00187, p.IVA 09099241003, edita il settimanale Italiani con registrazione al Tribunale di Roma n. 158/2013 del 25.06.2013 - email: info@italianmedia.eu