• Pubblicazione del 15 Ottobre 2014 ore 19.00
  
  

Aeroporti: attraggono capitale internazionale

Aeroporti: attraggono capitale internazionale

Aeroportos atraem capital internacional

a cura di Eduardo Fiora 

A presidente Dilma Rousseff ainda comemora os resultados positivos da concessão de dois importantes aeroportos do país: Galeão (no Estado do Rio de Janeiro) e Confins, (no Estado de Minas Gerais). O primeiro foi leiloado por R$ 20,83 bilhões (6,9 bilhões de euros). O valor mínimo do leilão tinha sido estipulado em R$ 4,82 bilhões (1,4 bilhão de euros). O ágio dessa concessão foi de 293%, num lance oferecido pelo Consórcio Aeroportos do Futuro parceria entre a brasileira Oderbrecht e a Exclente B.V, controlada pela Changi Airports International, operadora do aeroporto de Cingaupra.

O consorcio irá operar pelos próximos 25 anos um dos maiores aeroportos do Brasil , com movimento anual de 17,5 milhões de passageiros. Ao final do prazo de concessão, o Galeão deverá receber 60 milhões de passageiros por ano.
Já o aeroporto de Confins com lance mínimo de R$ 1,096 bilhão (365 milhões de euros) foi leiloado por R$ 1,82 bilhão (ágio de 66,05%), valor oferecido pelo Consórcio AeroBrasil, formado pelas brasileira Companhia de Participações em Concessões, controlada pela CCR, e por duas empresas estrangeiras: a Zurich Airport International AG e Munich Airport International Beteiligungs GMBH.
No aeroporto do Rio de Janeiro, o Consórcio Aeroportos do Futuro terá de realizar o seguinte plano de investimentos obrigatórios: construção de 26 pontes de embarque até o dia 30 de abril de 2016; a construção de estacionamento com capacidade mínima para 1.850 veículos até o fim de 2015; a adequação das instalações para armazenamento de carga (para os jogos olímpicos de 2016); a ampliação do pátio de aeronaves até 30 de abril de 2016; e a construção de sistema de pistas independentes até atingir o gatilho de 262.900 movimentos ao ano.
Aeroporti: attraggono capitale internazionalePara Lim Liang Song, presidente da Changi Airports International, iniciar o primeiro investimento no Brasil é um importante avanço na expansão da atuação internacional empresa. “Junto com nossos parceiros, estamos comprometidos em proporcionar uma infraestrutura que oferece aos passageiros e visitantes uma positiva e prazerosa experiência. Esperamos desenvolver um alto nível de eficiência operacional. Também compartilharemos a experiência que a Changi Airport Group adquiriu na gestão do Aeroporto Internacional de Cingapura e em nossos investimentos de consultoria em aeroportos”, diz o executivo.
Em 2012, o governo Dilma Rousseff já havia promovido o leilão de outros aeroportos de porte como o de Guarulhos (no Estado de São Paulo), que foi arrematada por R$ 16,213 bilhões (5,4 bilhões de euros) pelo consórcio Invepar formado pelas empresas Invepar (Investimentos e Participações em Infraestrutura S.A) e ACSA, da África do Sul.
Aeroportos de porte internacional em importantes cidades como Bahia, Recife, Fortaleza, Porto Alegre, Vitória também precisam passar por reformas e ampliações, num custo total estimado em R$ 5, 2 bilhões (R$1,7 bilhão de euros), até 2030. O governo Dilma Rousseff ainda não definiu se os cinco aeroportos serão incluídos no sistema de concessões, mas a expectativa do mercado é que isso ocorra no curto prazo, atraindo novos grupos estrangeiros.

Italian Media s.r.l. - via del Babuino, 99, Roma, c.a.p. 00187, p.IVA 09099241003, edita il settimanale Italiani con registrazione al Tribunale di Roma n. 158/2013 del 25.06.2013 - email: info@italianmedia.eu